domingo, 25 de dezembro de 2011

Reflexos de uma atitude



As pessoas a partir de uma atitude te julgam, definem seu caráter e prevêem o seu futuro. Uma atitude ruim não é nada mais do que o reflexo de algo que vem perturbando a mente e ao invés de palavras que amenizem essa perturbação eis que surgem os julgamentos, as definições e as previsões de que seu futuro será da forma que sua atitude te definiu.
Se essa perturbação sair da mente e atingir o coração, aí surge o grande problema, sua atitude ruim se tornará um plural cada vez mais repetido e assim sim, podemos dizer que: começa a se definir o caráter de alguém.
Então, quando isso acontecer com alguém próximo a você, antes de julgar procure saber o que se passa e se caso se importe com essa pessoa faça de tudo para mostrar que as coisas não são sempre da forma que ela quer que seja, mas deixe claro que você vai estar ali e que vai tornar suportável essa perturbação. Pois se isso não acontecer, se você não tentar ajudar, o mundo pode perder um ser que tinha muito a oferecer, simplesmente por não ter quem a acolhesse no momento de uma simples perturbação da mente.
As atitudes podem definir uma pessoa, mas uma atitude sozinha não é capaz de definir ninguém.


Excelente dia de Natal a todos!
.:Rosseane:.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Meu Dia


Bom dia, meu dia...

Quero que hoje você seja especial, não precisa de bolo ou doces, basta trazer para o meu lado as pessoas que adoçam minha vida. Não preciso de presentes, e sim de presenças daqueles que estão longe ou apenas afastados.
Quero minha família reunida, que aqueles amigos que a tempo não vejo se recordem de hoje e que esse seja um pretexto de ter notícia deles.

Quero cada momento especial dos anos passados...

Receber aquele abraço apertado da minha mãe, saber que uma lágrima vai escorrer no meu rosto, e que ela vai enxugar minha face como já fez tantas vezes; E meu pai vai ligar de longe, meio sem palavras, e ele vai chorar e ao fim dizer que me ama, me farei de forte como todas as vezes para a distância não doer mais... mas ao desligar o telefone as lágrimas cairão em sinal de saudades e de amor por esse pai que tanto batalha pra dá tudo o que há de melhor a sua família.
E meu irmão mais velho vai me chamar de mana, me desejar felicidades, me abraçar envergonhado e dizer que me ama... sempre acho meio engraçado! (risos).
Meu irmão do meio, meu quase gêmeo (risos), vai me abraçar apertado, provavelmente vai pular sobre mim, dizer que me ama e pedir desculpas pela falta de presente... mas ele sempre tá escondendo algo de mim e acaba me dando alguma coisa!

Tudo parece igual a cada ano e pra ser sincera, não quero que mude! Essa é minha essência, é minha história, em cada recordação de aniversário são essas as minhas principais lembranças!

Tenho tanto a falar sobre hoje que o texto ficaria ainda mais extenso, então, vou parando por aqui e deixando um agradecimento especial a minha amiga, quase prima, Fernanda Cruz, por ter sido a primeira a desejar parabéns e felicitações!


.:Rosseane Filha:.
27/10/2011 ... Meus 22 aninhos!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Someone Like You


Diante de muitas surpresas da minha semana, algo que eu não imaginaria aconteceu!
Palavras que gostaria de dizer encontrei em uma música, em um momento qualquer da minha noite!  Divido com vocês! As partes em vermelho são meus pensamentos soltos ou apenas murmúrios na esperança de que me ouça!

“Eu ouvi que você se estabeleceu, que você encontrou uma garota e você está casado agora. (Nunca imaginei que seria tão rápido, na verdade você me fez acreditar nisso!)
Eu ouvi que seus sonhos se tornaram realidade. Acho que ela lhe deu coisas que não dei a você (Ou que não esperou eu te dar!)
Velho amigo, por que você está tão tímido? (Por que você finge que não me conhece?)
Não é como se você tivesse que se conter ou se esconder da luz
(...)
Não se preocupe, eu vou encontrar alguém como você (Talvez melhor)
Não desejo nada além do melhor para você, também
Não se esqueça de mim, eu imploro, me lembro que você dizia:
"Às vezes o amor dura. Mas, às vezes, fere em vez disso"
Você saberia como o tempo voa. Somente ontem foi o tempo das nossas vidas
Nós nascemos e fomos criados numa neblina de verão, unidos pela surpresa dos nossos dias de glória. (Sabíamos que era momentâneo, mas viver cada momento é não se importar com o amanhã!)
(...)
Nada se compara, não se preocupe ou se importe
Lamentações e erros são produtos da memória (Aprenderei isso!)
Quem poderia ter adivinhado o gosto agridoce que isso teria? (Todos! Menos nós!)
(...)
“Não se preocupe, eu vou encontrar alguém como você.” (Talvez melhor)
Grande beijo e Que Deus esteja sempre conosco!
Rosseane Filha!

Música: Someone like you - Adele

terça-feira, 16 de agosto de 2011

#NP (Now Playing)



“Eu segurei minhas lágrimas, pois não queria demonstrar a emoção.
Já que estava ali só pra observar e aprender um pouco mais sobre a percepção.
Eles dizem que é impossível encontrar o amor sem perder a razão, mas pra quem tem pensamento forte o impossível é só questão de opinião.”
 (Só os loucos sabem – CBJr.)

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Sem motívos


Tem dias que acordar e sair da cama são tarefas muito difíceis, às vezes pelo cansaço, às vezes por querer ficar sozinho e muitas vezes sem explicação. Hoje acordei assim, triste sem motivo, vontade de me esconder embaixo das cobertas e não deixar ninguém me encontrar; desligar o celular; trancar a porta do quarto e esconder a chave até de mim.
Venho orando com uma frequência maior, conversando com Ele, única pessoa que realmente consegue me entender. Ando tão bem comigo mesma, que acordar dessa forma me fez um mal muito grande. Logo eu, que venho aumentando meus sorrisos?! – que já eram muitos- Que estou refinando minhas melhores amizades?! – que também são muitas – O que aconteceu comigo essa manhã? Nostalgia talvez?
Levantei, me preparei para o trabalho, saí de casa e no meu percurso minha mente parecia longe, errei o caminho e me atrasei um pouco. “Errei o caminho e me atrasei um pouco!”... Acho que é essa a sensação que venho tendo nos últimos tempos, de ter tomado o caminho errado e ter perdido tempo pra encontrar o caminho correto, mas agora que encontrei não posso deixar que uma manhã complicada estrague todo o meu dia!

Tristeza que venho sem explicação, vai embora com a mesma velocidade que surgiu. Por que minha única paciência e dedicação são com a minha felicidade!

Beijos e que a terça-feira seja de suavidade e alegria.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Brincando de se esconder


Te encontrar, ser simpática, sorrir e disfarçar o  suor das mãos.
Receber um abraço apertado, um beijo na face e implorar aos céus que não perceba as pernas trêmulas.
Ouvir “Sinto sua falta”; “porque não deu certo?”; “me desculpa” e ter a certeza que as batidas aceleradas do meu coração se ouve longe.
Descobri que te ter longe é muito ruim, mas que te ter perto se tornou muito pior. Sua presença vem me prendendo, perturbando. Estou com medo de te rever e fraquejar nos meus novos objetivos.
Por que não compreender que nossos caminhos nunca foram e nunca serão os mesmos?! Duas pessoas tão diferentes, somados à distância, resulta a impossibilidade de um relacionamento saudável.
Não insista, por favor... não me cerca, não me prende... Segue seu caminho e me deixa seguir o meu e não me diz que eles são um só... pois eu planejo meu caminho sem você.
Não te esqueci, ainda, mas sei que vou e é o que eu quero.
Então, entenda minha vontade e não insista na tortura que é sua presença para mim!
Será que vou ter sempre que buscar esconderijos, enquanto você insiste em me buscar?

domingo, 19 de junho de 2011

Eu só quero seguir.

Mesmo que eu negue todos os dias, eu sinto a sua falta. Mesmo que fale mal de você quando estou com minhas amigas, eu sinto a sua falta. Mesmo com nossas lembranças ruins tomando conta da minha mente, eu sinto a sua falta.
Sinto sua falta e nego pra quem perguntar. Sinto sua falta e me sinto mal em senti-la. Sinto sua falta e me calo pra não me magoar.

A minha boca nega o que meu coração grita, gostaria de saber como o subornou para que ele continue pulando alegremente quando tem noticias suas, ao mesmo tempo em que minha mente suplica sua ausência e se entristece quando ouve a sua voz ou simplesmente sente a sua presença silenciosa.
Tantos anos se passaram, tantas pessoas cruzaram o meu caminho e por que só você permanece de tal forma que me faz esquecer o rumo certo a seguir?

Não nego os bons momentos, mas já tive outros melhores. Não esqueço o que me ensinou, mas sem você eu aprendi muito mais.
Não consigo construir novos planos, traçar objetivos e tudo por que todos parecem plágios dos planos que construímos e que não deram em nada.

Não quero mais sentir a sua falta, quero realmente seguir em frente sem medo que você volte e bagunce tudo o que construí.
Quero permitir que as boas pessoas permaneçam em minha vida, sem medo de cometer o mesmo erro que cometi em relação a você.
Quero olhar nos olhos de outra pessoa e dizer “Eu te amo” sem medo de mentir.
Eu só quero seguir.

domingo, 12 de junho de 2011

DIA DOS N (AMOR) ADOS!


Bem que hoje eu queria um jantarzinho a luz de velas, um ursinho de pelúcia de presente, uma mensagem no celular ou até mesmo um email com corações cantantes. Não tive, mas nem por isso meu dia foi ruim, nem por isso fiquei depressiva na cama imaginando casais felizes e nem chorando por não estar namorando.
Quero um amor diário e não de um dia só, quero ser feliz com ele todos os dias e não apenas em uma data comemorativa. Eu quero mimo, abraço, beijos e rosas. Eu quero cuidado, jantares e carinhos. Eu quero todo dia e não em um dia só. Eu quero um amor e não apenas um namorado e que eu seja o seu amor também!

Hoje o meu dia foi normal como outro qualquer. Mas amanhã pode ser diferente e poderá ser o meu dia dos namorados... pois a data não importa para medir a intensidade de um momento apaixonante.

"Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei...
Nos seus olhos quero descobrir
Uma razão para viver
E as feridas dessa vida
Eu quero esquecer...
Pode ser que eu a encontre
Numa fila de cinema
Numa esquina
Ou numa mesa de bar...
Procuro um amor
Que seja bom prá mim
Vou procurar
Eu vou até o fim..."

♪♫

♥♪♫♪♥



segunda-feira, 6 de junho de 2011

Eu já

Tirei um tempo pra pensar um pouco e refletir sobre o que devo fazer do meu tempo. Parei, pensei e como sempre, nada conclui.
Mas ao invés de pensar no que eu não fiz me deu vontade de pensar em tudo o que eu fiz e que de alguma forma me marcou. E isso me tomou a tarde toda, entre arrumação de quarto e elaboração de relatórios... Descobri que já fiz tanto, que já aprontei cada coisa...sozinha, acompanhada e até por pensamento! (Risos)
Eu já fiquei quieta no momento de falar e já gritei no momento de calar, eu já magoei uma amiga e isso ainda acontece uma vez ou outra, mas eu já aprendi a pedir desculpa do meu jeitinho errado, mas que acaba dando certo.
Eu já me vi enrolada em um relacionamento sabendo que não ia dá certo. Bem, eu sempre me enrolo,(risos) mas eu adoro fazer as coisas e também adoro não fazer as coisas... por que ainda me faltam muitos "jás" e eles vão vim sem eu precisar procurar e muito menos planejar.

Não sabia que foto por e acabei encontrando essa, nela tem muito dos meus "jás", procure os seus também! ;)


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Beautiful

"Cause we are beautiful no matter what they say
Yes, words won't bring us down
We are beautiful in every single way
Yes, words can't bring us down
So, don't you bring me down today"

"Porque nós somos bonitos não importa o que eles digam
Sim, palavras não vão nos fazer cair
Nós somos bonitos em todos os sentidos
Sim, palavras não vão nos fazer cair
Então, não me faça cair hoje"


sábado, 21 de maio de 2011

Projeto: Formatura


Manhã agitadinha, amigos reunidos com um mesmo objetivo, vontade de conseguir...
Tarde agitada, amigos reunidos com um mesmo objetivo, vontade de desistir...
Noite agitadíssima, amigos reunidos com um mesmo objetivo, vontade de repetir.


Estava tudo “certo” para a execução de um projeto* entre amigos, mas é incrível como em tudo que decidimos fazer o imprevisto teima em aparecer!
Surgiu logo aquela vontade de desistir, de deixar pra lá e todos aqueles pensamentos negativos: Não vai dá certo, eu não vou perder meu tempo com isso e muitos etc...
Metemos a “cara” e fomos, meio sem querer, meio cedo demais... e realmente fomos e “chegamos chegando”. Chegamos com uma equipe (amigos) maior do que o planejado, conseguimos um lugar melhor que o esperado, finalizamos o projeto de uma forma que nem imaginávamos.
Assim, o objetivo foi alcançado, só isso já seria o maior motivo de alegria da noite... Bem, digamos que as formas que utilizamos para alcançar esse objetivo foram o real motivo da alegria da noite.

-Sobre a noite:
Assim que chegamos, ainda com aquele sentimento de que não daria certo, apelamos para o bom humor e com a certeza que com a ajuda dos amigos tudo sairia bem. E como saiu bem! Esqueci que estava a trabalho, tive uma noite divertidíssima, conheci pessoas incríveis... estávamos animadíssimos com o projeto, com a noite, com as pessoas, com a ajuda das pessoas, mas principalmente felizes com a presença e companheirismo dos nossos amigos!
A noite foi embora e o dia surgiu, enquanto o sol acordava estávamos indo dormir, exaustos, “deselegantes” e com um sorriso nos lábios que nos fez acordar com novos planos, dessa vez não com o objetivo de que nosso projeto dê certo, mas com o objetivo de com o projeto a vida se torne tão feliz quanto à noite anterior.
Quero agradecer aos amigos pela noite, “A” amiga pelo ótimo dia e pela dormida, aos clientes animados e ao rapaz que dançou comigo, me acordou com um telefonema e que me fez cafuné na viagem de volta pra casa. 

=D


*(Projeto: Vendas de bebidas em prol da formatura)




quarta-feira, 11 de maio de 2011

Em busca...


Tenho andado em busca de explicações por esse sentimento que me consome. Mente feliz, sorriso nos lábios, mas o “danado” do coração apertado.
“O que os olhos não vêem o coração não sente!”
Meu coração sente e muito pelo simples fato dos meus olhos não verem. É melhor sentir uma única dor de decepção, do que sentir essa dor todos os dias por dúvidas.
E eu que aparentemente estou tão feliz, trago na garganta um grito por felicidade.
Vida social a mil, possíveis amores (futuros), a busca por minha realização profissional... Alguém poderia me dizer o que falta?... Porque definitivamente não consigo encontrar a resposta.
Vejo um amanhã tão incerto para o mundo, que às vezes acho que o que vem faltando para mim é um objetivo especifico de um amanhã.
Pra onde vai me levar esse caminho que estou seguindo?
Escrevendo hoje, simplesmente para descobrir se escrevendo o que sinto posso analisar melhor essa coisa toda que venho sentindo. Conclusão: Continuo confusa do mesmo jeito e acho que vou deixar confuso a quem ler esse desabafo também.

Quero inspiração de vida, quero inspiração de alma... quero inspirar.


domingo, 8 de maio de 2011

Mamãe,Mãe,Mainha...


"Eu mal enxergava, mas através do seu cheiro reconhecia você.
Tudo ainda era novidade, mas ele fazia tudo paracer familiar.
O seu cheiro era o meu mundo; um mundo onde mesmo sem saber 
o que era amor, eu me sentia amada e já amava."

Obrigada, mãe... Agradeço a Deus por te ter comigo e poder te agradecer por tudo que fizeste e ainda faz por mim!
Te amo demais!

FELIZ DIA DAS MÃES






sexta-feira, 29 de abril de 2011

Loucura?!


E você pensa que eu estou ligando com o que os outros vão pensar de mim?!
Eu quero é ser feliz, em qualquer lugar que me caiba e que tenha pessoas que me façam feliz.
Muitas vezes já ouvi em meio a um sorriso de alguém as palavras “Você é louca!” e confesso a vocês, simplesmente amo ouvir isso... amo ver as pessoas sorrindo, mesmo que eu tenha que parecer uma louca para isso acontecer, isso não me importa. Eu nasci assim “louca porem feliz” e é assim que quero viver.
Tenho meu lado sério e de tão sério que é esse meu lado, chega a se torna cômico... Eu só quero ser feliz e fazer felizes as pessoas que me cercam. Sorria mais e leve a vida Simplesmente”
Sorria e faça alguém sorrir e vai descobrir uma das melhores sensações do mundo. Seja feliz e viva cada pedacinho dessa felicidade, não importa o que vão falar de você!
 E que a minha loucura seja perdoada. Porque metade de mim é amor. E a outra metade também.”


Post dedicado a esse dia de loucura com meus amigos, em uma rua qualquer de um bairro qualquer... onde a diversão e felicidade surgiram da simples força de uma grande amizade.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Palavras

Elas possuem um poder que pode te tonar feliz em segundos e outro que pode destruir seu mundinho em milésimos. PALAVRAS... Tão fáceis de ser faladas, difícil é apagá-las.
Uma palavrinha só... pode te fazer sorrir no momento que pronunciada e muitas vezes quando apenas relembrada. Uma palavrinha só... pode encher teus olhos de lágrimas e derramá-las cruelmente, sem você nem perceber.
Concordo plenamente com quem disse que “um gesto vale mais que mil palavras”, mas mesmo assim, como essas pequeninas palavras sozinhas ou acompanhadas são capazes de mudar o nosso dia!?
Hoje acordei cedinho e pensei logo em postar algo, pois faz algum tempo que não apareço por aqui... deixei as horas passarem e acabei sem colocar uma palavrinha. Fui “viver” meu dia “comum” de todos os dias e foi ali, na rua, que encontrei a inspiração para escrever umas palavrinhas a vocês.
Onde foram parar as palavras de gentileza?
O que aconteceu com a educação de alguns idosos? (sim, dos idosos!)
O que andam ensinando a esses jovens de hoje?
Não sou a pessoa mais gentil do mundo, nem a mais educada, porem o que aconteceu com o senso de respeito das pessoas?
Hoje se alguém tromba com você na rua (na maioria das vezes você nem está errado) e você se desculpa... a resposta mais comum de hoje a se receber é um “Tá cego?” Caramba... as pessoas ao seu redor não são responsáveis pelos seus problemas e podem possuir alguns maiores que os seus e mesmo assim não saem por ai distribuindo “farpas” por onde passam.
Sinto falta de um bom dia ao sair de casa, de ver um filho pedir a benção do pai e do cordial sorriso... que é uma das palavras mais silenciosas e mais eficazes que conheço.
Texto muito meu, porque tem palavrinhas que mesmo que a pessoa que está a pronunciar não perceba me causa um mal muito grande, pelo simples fato de não merecê-las.

Desejo a todos um ótimo dia e que as palavras que você recebeu e ainda irá receber hoje te alegrem, te façam sorrir e te inspire a compartilhá-las com todos a sua volta.
"Palavras apenas

Apenas palavras pequenas
Palavras"

Abraços!

sábado, 16 de abril de 2011

Viajando no filme... "O amor não tira férias"




— Porque nos apaixonamos por uma pessoa mesmo sabendo que ela é errada?
— Essa eu sei a resposta. Porque você espera estar enganado, e sempre que ela faz uma coisa que mostra que ela não é boa, você ignora, e sempre que ela age bem e te surpreende, ela te reconquista. E aí você esquece a idéia de que ela não serve pra você.
— Era do cara que você gostava? *Referindo-se ao envelope em cima da mesa.*
— Era sim. Mas acontece que ele não me amava como eu esperava... Bom, o que estou tentando dizer é que eu entendo o que é se sentir a menor e a mais insignificante das criaturas do mundo e isso faz você sentir dores em lugares que nem sabia que existiam no corpo. Não importa quantos penteados novos você fizer, ou em quantas academias entrar, ou ainda quantas taças de frisante você tomar com as amigas, você ainda vai pra cama, toda noite, pensando em cada detalhe, imaginando o que fez de errado, ou como pode ter interpretado mal, e como foi que por um breve momento, você achou que podia ser tão feliz. Às vezes você consegue até se convencer de que ele, num passe de mágica, irá ate à sua porta... e depois de tudo isso, demore o tempo que tenha que demorar, você vai para um lugar novo, vai conhecer pessoas novas que fazem você se valorizar e pedacinhos da sua alma vão finalmente voltar. E aquela época turva, aquele tempo ou a vida que você desperdiçou, tudo isso começa a se dissipar.
(...)

"Comprovei que, quase tudo o que já foi
escrito sobre o amor... é verdadeiro.
Shakespeare disse: as viagens terminam
com o encontro dos apaixonados.
Que idéia mais extraordinária!
Pessoalmente, nunca experimentei nada,
ou algo parecido.
Mas estou convencida de que Shakespeare, tenha.
Suponho que penso no amor mais do que deveria.
Admira-me constantemente seu poder
esmagador de alterar e definir nossas vidas.
Também foi Shakespeare quem disse que o amor é cego.
Pois bem, estou segura de que isso é verdade.
Para algumas pessoas, de forma
Inexplicável o amor se apaga.
Para outras, o amor singelamente se vai.
Mas é claro, o amor também pode existir,
mesmo que só por uma noite.
No entanto, existe outra classe de amor mais cruel.
Aquele que, praticamente mata suas vítimas.
Chama-se "amor não correspondido"
e nesse tipo... sou experiente.
A maioria das histórias de amor
falam de pessoas que se apaixonam entre si.
Mas o que acontece com os demais?
E as nossas histórias?
Aquelas que nos apaixonamos?
Somos vítimas de uma aventura unilateral.
Somos os amaldiçoados dos seres queridos.
Os seres não queridos.
Os feridos que se valem por si mesmos.
Os incapacitados sem estacionamento reserva
do."

Sempre gostei muito desse filme, mas nunca tinha prestado tanta atenção nos diálogos que ele possui. Hoje assistindo pela quarta vez, resolvi parar e analisar o que o filme tinha pra me dizer...  gostei de tudo que ouvi e divido com vocês para que ele possa dizer-te algo também!

Beijos e abraços
.:Rosseane:.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Deu à louca no Cupido


Corre que é flecha perdida. Deu à louca no cupido, ele quer me pegar. Ando me escondendo, fugindo e o danado vive a me procurar.
Deu à louca no cupido, ele quer me apaixonar... sai daqui, cupido... me deixa aproveitar esse momento leve, descontraído e louco que quero estar.
Deu à louca no cupido, tá atirando flecha sem parar, acertando todo mundo sem prestar atenção em quem esta a acertar.
Oh cupido me deixa em paz, deixa esse coração respirar e procura outra pessoa pra atazanar.
Que cupido insistente, não me pode ver contente que quer logo atrapalhar, atira flecha pra todo lado, já estou cansada de me esquivar!
Tá bom cupido, vamos conversar...
Quem é essa pessoa pela qual você quer me apaixonar? Só aceito se for mocinho de filme da sessão da tarde ou daquela novela que está no ar. Se não for pode desistir, que eu estou feliz e não quero arriscar.


E então cupido louco, vai encarar? Não?... Então guarda esse arco e vem comigo pra gente “bebemorar”... E guarda minha flecha pra outra hora, que eu não a quero agora, mas não quer dizer que desisti de me apaixonar.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Sozinha?!


Iniciei um texto meio sem pé nem cabeça, algo meio parecido com um diálogo, com quem eu não sei (talvez comigo)... o tema era coração (eu acho) e os problemas que ele já me causou. Desisti do dialogo e vim desabafar.
Como falei em um dos meus posts anteriores resolvi me reiniciar e finalizar uma história. bem... assim o fiz e ao final estava me sentindo tão bem que tive que sair pra comemorar. A noite foi boa, descontraída e surpreendente. Sou uma dessas pessoas que acredita que ninguém pode ser feliz sozinho, Achava que estar “sozinho” era no sentido de se estar solteiro (a), só depois de acreditar ser a criatura mais solitária por estar solteira, descobri nessa frase um novo significado pra mim.
Por muito eu andei me isolando e me afastando daquelas pessoas que me faziam bem, de festas até muito tarde, de conversas sem pé nem cabeça... minha vida estava girando em torno de uma só pessoa que pra mim seria aquela que não me deixaria ser “feliz” sozinha e que estaria sempre ao meu lado. Agora mais consciente, vejo que durante esse tempo estive “sozinha”, sem dar ouvidos as outras pessoas, me isolando e me dedicando ao máximo a uma única pessoa. Percebi que se você se dedica a uma única pessoa a possibilidade de se ficar sozinha é bem maior do que quando se esta realmente “sozinha”... Entenderam? Deixa eu tentar explicar! (lembrando que estou falando de mim!)
Quando estava “sozinha” (não compromissada) eu vivia com meus amigos, festas, farras e muitas, muitas gargalhadas. Eu me sentia a pessoa mais segura e protegida do mundo. Quando deixei de ser “sozinha” (compromissada) eu vivia em torno de uma única pessoa, me privava de festas pra ficar em casa (sozinha), fiquei insegura achando que a qualquer momento não estaríamos mais juntos e sempre que ele não estava perto me sentia só... e realmente estava, pois eu tinha afastado todos.
Acho que tudo que escrevi foi meio confuso até pra mim que estou sentindo, mas é que sentimentos são difíceis de expressar mesmo.
Bem... só quero desabafar com vocês que hoje sou a pessoa mais completa do muuuundo! Tenho minha família, amigos, saúde, festas, farras, conversas sem pé nem cabeça e aquelas gargalhadas que me tiram o fôlego... estou solteira, aguardando o momento e a pessoa certa, aquela pessoa que vai fazer parte da minha felicidade, que me acompanhará nas minhas festa e que vai saber que não está completando minha felicidade e sim a fazendo transbordar!

Vamos festejar! =D

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O fim do Amanhã


Acordei e sai de casa tendo a “certeza” que teria um dia normal, igualzinho a todos os dias. CERTEZA... Desde quando temos certeza de alguma coisa?!
Hoje (07/04/11) parecia um dia totalmente comum para a maioria das pessoas no mundo, com seus projetos, planos, empregos... suas vidas. Depois de uma manhã totalmente comum na universidade, no caminho de volta pra casa acesso a internet e entro em choque com os acontecimentos do dia. Um ser sem alma, um monstro... invadiu uma escola e atirou contra inocentes crianças, infelizmente 12 vieram a óbito. Crianças cheias de projetos, planos, sonhos e acima de tudo aquela “certeza” de ter a vida toda pela frente. Eram apenas crianças... vivendo, brincando, buscando um futuro. FUTURO... quem sabe o que acontecerá no futuro?!
Hoje me perdi em pensamentos, se andava confusa... hoje me encontro em “extería” mental. Quantas coisas já adiei por acreditar que posso fazer amanhã ou depois ou depois ou depois... quantas palavras não ditas, sentimentos guardados... será que terão tempo de ser revelados?
Estou triste, inconformada... eram apenas crianças! Vim escrever pra tentar desabafar, mas o sentimento que sinto agora não sei definir ao certo, na verdade nem sei se existe palavras para defini-lo ... agora só me resta orar e pedir a Deus pelas que se foram, pelas que se encontram feridas, pelas famílias e por todos nós que estamos aqui hoje e infelizmente fomos espectadores dessa tragédia... espectadores do fim do amanhã para essas crianças que se foram.

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador. Se a ti me confiou a piedade Divina, Sempre me rege, me guarde, me governe, me ilumine. Amém” 

domingo, 3 de abril de 2011

Poema


“Eu hoje tive um pesadelo e levantei atento, a tempo
Eu acordei com medo e procurei no escuro
Alguém com seu carinho e lembrei de um tempo
Porque o passado me traz uma lembrança
Do tempo que eu era criança
E o medo era motivo de choro
Desculpa pra um abraço ou um consolo
Hoje eu acordei com medo mas não chorei
Nem reclamei abrigo
Do escuro eu via um infinito sem presente
Passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim, que não tem fim
De repente a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua
Que vai ficando no caminho
Que é escuro e frio mas também bonito
Porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu
Há minutos atrás
♫ (Composição : Cazuza / Frejat)

Hoje eu acordei com essa música na “cabeça”. Ela me faz pensar como me faz falta aquele carinho recebido na infância. Onde tudo era mais fácil e que qualquer medo ou dificuldade era substituído por um abraço terno.
Quem já teve medo durante a noite e correu pra cama dos pais? ... Eu
Quem já caiu e não sentiu dor, mas bastou sua mãe te abraçar e dizer que tava “tudo bem” que você entrou em prantos?... Eu
E como era bom... aquela caminha quente, aquele abraço de proteção. E tudo me parece tão recente que às vezes não me dou conta que daqui a alguns anos eu possa ser a protetora ao invés da protegida. Mas enquanto isso a cada medo vou continuar buscando meus pais, pois é neles que  encontro meu porto seguro, meu aconchego, meu lar. ( Texto nostálgico, mas é todinho meu! J )

Pra quem não conhece a música... deixo o vídeo!